Dicas fundamentais para o triatleta ocupado render mais, PARTE 1

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

por Vinnie Santana
Limitação de tempo disponível para treinos é o maior desafio da maioria dos atletas amadores. Compromissos profissionais ou familiares, com frequência, tomam prioridade em relação aos treinos, e é comum você se ver com muito menos tempo disponível para treinar do que o planejado originalmente.
Isso é um grande motivo de desânimo entre os atletas. Às vezes, o programado para aquele treino que pretendia ser prefeito era de uma hora e meia, mas quando você percebe, resta meia hora disponível. Muitos atletas acabam abortando o treino, pois além de não perceberem muitos benefícios em um treino curto, estão muito cansados ou estressados do compromisso extra do dia, principalmente se for algo relacionado ao trabalho ou um desafio pessoal. Nada mais justo do que descansar por uma razão legítima, não é mesmo?
Apesar de ser uma situação sensata, onde o atleta que resolver descansar não deve se sentir culpado, existem também alternativas para você salvar seu treino do dia, alguns truques que lhe ajudarão a fazer o melhor dentro de suas possibilidades naquele momento.

Os benefícios de um treino rápido

Criando um bom hábito

Tanto durante as provas, principalmente as mais longas, como na sua rotina de treinos, as coisas nem sempre sairão como planejadas. Quando você decide não abortar um treino e procura fazer o possível com as possibilidades que lhe resta, você cria um excelente hábito de sempre fazer o seu melhor, independente dos desafios. Agindo desta maneira, no dia da prova, além de estar em uma excelente forma física, conseguirá encarar os desafios do dia de uma maneira mais natural, pois estará acostumado ao imprevisto e a encontrar soluções para eles.


Você evita o sentimento de culpa e o ciclo vicioso de compensar aquele treino perdido

Se ao invés de fazer apenas um treino curto você optar por tirar um dia de descanso, é normal que se sinta culpado e que queira compensar aquele treino perdido em algum momento da semana ou tente treinar mais forte no treino seguinte. Essa é uma perigosa combinação, pois o descanso extra do dia seguinte lhe colocará em um estado com menos fadiga do que o originalmente planejado. E se você está motivado a treinar forte, o treino seguinte pode ser forte demais, o que passará dos seus limites e provavelmente no dia seguinte você sentirá um nível de fadiga maior que o planejado e precisará de um novo dia de descanso. E assim o ciclo se repetirá: Descanso, sentimento de culpa, treino muito forte, fadiga extrema… descanso, sentimento de culpa, treino muito forte, fadiga extrema, descanso… e por aí vai!

Você ativa o sistema de energia do dia

Um treino de trinta minutos, certamente, não gerará uma enorme carga, porém é o suficiente para gerar um estímulo no sistema de energia do dia e o deixar ligado até o próximo treino ou à próxima semana.
Por exemplo: Se em determinado dia da semana você tem programado uma série de velocidade na natação, mas só tem tempo para fazer metade do volume, na semana seguinte seu treino terá mais qualidade pelo fato de que você “manteve” sua forma física ao invés de descansar completamente.
Uma outra maneira de encarar esses treinos curtos é considerá-los treinos de “manutenção”, ao invés de um treino de “melhora”, estes só ocorrerão quando as condições de treinos estiverem favoráveis, porém manter-se em forma é infinitamente superior a perder forma física.

Você se mantém em uma rotina de bons hábitos

Usando o mesmo exemplo anterior de um dia estressante no trabalho, é normal atletas acharem conforto em alimentos não adequados, álcool, ou mudança no horário do sono. Mais uma vez, essa é uma reação sensata pois todos precisamos relaxar quando as coisas ficam apertadas e cada um acha sua maneira. Alguns atletas preferem as rotinas não favoráveis ao esporte como as mencionadas, mas caso você consiga fazer ao menos parte do seu treino, mesmo que quase que de forma simbólica, será mais fácil continuar na linha com sua dieta e dormir cedo, para no dia seguinte voltar à sua rotina normal de treinos.

Mantém sua confiança em alta

Ter confiança em sua preparação é fundamental para uma boa performance no dia da prova, pois na hora em que a fadiga apertar, é normal os atletas terem pensamentos negativos, e caso você tenha perdido muitos treinos, afetará sua reação naquele momento.
Se ao contrário, você fizer pelo menos parte dos treinos, na hora da dificuldade, não ficará lembrando dos dias em que fez meio treino, mas lembrará de que de uma forma geral esteve consistente em todo o período de preparação para estar ali naquele momento. Isso lhe dará forças para seguir em momentos de fadiga extrema.
Na próxima parte deste artigo falaremos sobre a importância da repetição na vida do atleta ocupado.


Bons treinos.

Fonte - www.mundotri.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Follow by Email

Be More no Facebook

No Instagram @bemoreblog

Contatos

contato@bemoreblog.com.br
Amanda Accioli
11- 996690432
Jacqueline Abon Ali
11-983431234

BLOG BE MORE

Copyright © 2014 - Todos os Direitos Reservados