Como você emagreceu ao retirar o glúten - pelo Esp. Rafael Barleze

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Prof. Esp. Rafael Barleze
CREF/RS: 007431
Resp. Setor de Ativ. Fisica Sorrentino Longevity Center

Especialista em Ciências da Saúde
Personal Trainer





Quem acompanha minhas postagens, sabe que sempre bato na tecla de que eliminar o glúten da dieta não é uma questão de perder peso... e sim saúde.


Porém muita gente realmente perde uns bons quilos em virtude desta atitude. Um dos motivos pode ser simplesmente porque a pessoa diminui a quantidade absoluta de carboidratos densos do dia a dia.
Mas existe realmente um motivo importante que faz com que a eliminação do glúten na alimentação leve a pessoa a perder peso com muita facilidade.



É um pouco complexo explicar este mecanismo, tentarei fazer isto em três posts, e espero que fique claro a explicação.



Como já é entendido por quem está por dentro do assunto, a Resistência à Insulina é um fator primário ao aumento de peso ou a dificuldade de redução do mesmo. (ref 1 e 2)



Eis que quando o corpo se encontra em um estado de inflamação, o organismo prioriza a glicose para que o sistema imunológico combata esta inflamação. No caso, nossos defensores, os Leucócitos, se alimentam desta glicose e as demais células resistem a este alimento para que o exército defensor do corpo esteja alimentado para trabalhar. (ref 3,4 e 5)



Logo ficamos mais resistentes a insulina para que haja sempre alimento disponível aos Leucócitos ou como algumas pessoas conhecem, Glóbulos Brancos.



Entenda que se você está em um estado de inflamação crônica ficará constantemente destinando a glicose para os Leucócitos.



Esta condição é normalmente caracterizadas pela presença de toxinas na corrente sanguínea e denominada ENDOTOXEMIA METABÓLICA.



Os próximos 2 posts escrevo nos próximos dias ok!



Referências:
1. J Clin Invest. Jun 1, 1996; 97(11): 2601–2610 - Obesity/insulin resistance is associated with endothelial dysfunction. Implications for the syndrome of insulin resistance.
2. Arteriosclerosis, Thrombosis, and Vascular Biology. 1999; 19: 972-978 - C-Reactive Protein in Healthy Subjects: Associations With Obesity, Insulin Resistance, and Endothelial Dysfunction - A Potential Role for Cytokines Originating From Adipose Tissue?
3. J Clin Invest. 2003;112(12):1821–1830. - Chronic inflammation in fat plays a crucial role in the development of obesity-related insulin resistance
4. Circulation. 2000; 102: 42-47 - Chronic Subclinical Inflammation as Part of the Insulin Resistance Syndrome
5. Trends in Immunology, Volume 25, Issue 1, p4–7, January 2004 - Inflammation: the link between insulin resistance, obesity and diabetes

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Follow by Email

Be More no Facebook

No Instagram @bemoreblog

Contatos

contato@bemoreblog.com.br
Amanda Accioli
11- 996690432
Jacqueline Abon Ali
11-983431234

BLOG BE MORE

Copyright © 2014 - Todos os Direitos Reservados