Bate-Papo com a lenda da Arte Suave, o tetra campeão mundial de Jiu-Jitsu Royler Gracie

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Bate-papo realizado em maio de 2013


Contactei Royler Gracie achando que não seria tão prontamente atendida quando enviei-lhe um inbox no facebook me apresentando e mostrando meu trabalho nesta coluna aqui no blog (que logo terá um blog somente voltado às dicas esportivas, entrevistas etc) e sobre a Fan Page no próprio facebook, e perguntei-lhe se toparia responder algumas perguntas por escrito para mim, o que prontamente respondeu que "sim": humildade, carisma e simpatia!
Difícil quem não o conheça, mas vamos lá, sintéticamente via Wikipédia: Royler Gracie (Rio de Janeiro6 de dezembro de 1965) é um lutador de artes marciais misturadas (MMA) brasileiro. Ele é associado à academia Gracie Humaitá. É irmão de Rickson Gracie e Royce Gracie e filho do criador do jiu-jitsu brasileiro Hélio Gracie.
Royler representou a Academia Gracie nos primeiros campeonatos mundiais de Jiu-Jitsu, promovido por seu primo Carlos Gracie Jr. e foi quatro vezes campeão mundial (1996,1997,1998 e 1999), tornando-se até hoje,um dos maiores vencedores do evento e um dos principais atletas do peso pena de todos os tempos.
Outro evento que o tornou reconhecido mundialmente foi o ADCC, promovido pelo Sheik dos Emirádos Arabes Unidos a cada dois anos. Royler venceu o torneio, na categoria até 66 kilos, nos anos de 1999, 2000 e 2001.
Com a ida de seus irmãos Rickson e Royce para os Estados Unidos, Royler permaneceu vivendo no Brasil durante muitos anos e herdou de seu pai a responsabilidade de liderar a Academia Gracie Humaitá. Como professor foi responsável pela formação de grandes atletas e professores como os campeões mundiais Xande e Saulo Ribeiro, além dos lutadores de MMA Fabrício "Morango", Vinny Magalhâes, Cristiano Marcelo e muitos outros.
No ano de 2000, Royler mudou-se para San Diego na California, onde dirige uma academia e viaja frequentemente ao redor do mundo promovendo seminários e divulgando o jiu-jitsu e a filosofia desenvolvida por seu pai.
Vamos ao nosso descontraído bate-papo?
Um forte abraço,
Amanda Accioli
https://www.facebook.com/amandicaindica
Instagram e Skype: @amandicaindica
Twitter: @Amandica_Indica
Sigam:
 https://www.facebook.com/dicaseeventosesportivosamandicaindica?fref=ts

___________________________________________________________________





Por Amanda Accioli:

Como o conhecido menino prodígio do clã da família Gracie, praticamente deve ter nascido dentro tatame... mas com que idade começaram seus treinos técnicos no Jiu-Jitsu? Com que idade podemos colocar nossos filhos no aprendizado da arte-suave?

Comecei a treinar muito cedo, com 3 anos e só brincava, acho que foi a melhor maneira de entrar no Jiu-Jitsu.

Acredito que para começar a coisa mais importante é que se tenha aulas na mesma faixa etária; recomendo a partir dos 6 anos  e o professor tem que estar bem atento pois a criança é ouro.
Uma vez sofra algum trauma nunca mais voltara a fazer.
De toda sua trajetória no Jiu-Jitsu até hoje, alguma fase mais importante ou curiosa para contar aos nossos leitores?

Todas as fases foram maravilhosas, quando criança aprendi muito brincando, na fase da adolescência já com maior noção e técnica e na fase adulta com muito mais profissionalismo.

Sempre quis ser competidor e professor de Jiu-Jitsu.
Os meus 4 Mundiais sem dúvida foram muito marcantes pelo fato de eu ter uma família e 3 filhas coisa que dentro de qualquer esporte de alta performance é muito difícil.





Quais seus maiores destaques profissionais até hoje?

Diversas vezes Campeão Estadual, diversas vezes Campeão Brasileiro, Campeão Pan Americano (99), Campeão Mundial (96,97,98,99), Campeão de Abu Dhabi(99,00,01), Diversas lutas de MMA

Sem duvida o ano de 99 foi um ano muito bom para mim fui Campeão estadual,Brasileiro, Pan Americano, Mundial, Abu Dhabi e ainda fiz uma luta de MMA no Japão contra o Sakuraba que pesava 25 quilos a mais.


Conte-nos um pouco da sua ligação com os campeonatos de MMA, da suas vitórias no ADCC que o tornou reconhecido difinitivamente mundialmente - conte um pouco sobre esta fase)

Um dos melhores tempos acho que foi uma transição natural pois todo o atleta de Jiu-Jitsu acaba migrando para o Abu-Dhabi que é o maior Campeonato sem kimono do Mundo e logo depois para o MMA



Como se deu a mudança de País? O que você buscou em outro País que o nosso ainda não oferecia ao esporte, e porquê a decisão já que no Brasil, e principalmente a hegemonia “Gracie” já é garantida e unânime?

Melhor qualidade de vida e continuar a difundir o Jiu-Jitsu no Mundo.

Que benefícios o Jiu-Jitsu trouxe para a sua vida e o que um treino ideal deve ter/seguir?

Jiu-Jitsu me deu tudo que tenho é como se juntar a fome com a vontade de comer. Alto estima,perseverança,respeito,Jiu-Jitsu é do bem…
Para se ter um treino ideal o mais importante é a academia que se treina e todo o cuidado para não se machucar.

Hoje, em San Diego onde mora. quais suas funções junto ao esporte/lutas – possui academia, ministra aulas, seminários?

Administro a  Associação da Gracie Humaitá sempre melhorando a qualidade de ensino. Além de administrar seminários em todo o Mundo.



O que você acha dessa nova geração de lutadores de Jiu-Jitsu?

O jiu-Jitsu não para de crescer e com ele uma grande quantidade de super talento, não precisamos dizer mais o Brasil na minha opinião é o maior seleiro de atletas e lutadores.

Quais os maiores preconceitos e tabus das mulheres no tatame no Brasil? E nos EUA há algum tipo de preconceito também?

O Brasil como muitos países são machistas mas já melhorou muito e a mulher está cada vez mais adquirindo seu espaço.

Você acha uma boa idéia as academias começarem a abrir treinos somente para mulheres? Você acha que isso facilitaria a inserção das mulheres nas lutas? Por quê?

É sempre uma opção mas em pouco tempo as mulheres acabam treinando com os homens.

Se você pudesse listar 5 motivos tops para as mulheres começarem o jiu jitsu, quais seriam?

Acho que o mais importante é a Defesa Pessoal,depois o resto…

Um dos maiores diferenciais do MMA atual para o antigo é que todo atleta, lutador de MMA hoje, treina o Jiu-Jitsu. Você acha que eles podem chegar a ameaçar a hegemonia brasileira no esporte?

De maneira nenhuma! Acho que o Jiu-Jitsu vai crescer muito mais que o MMA. Mesmo por que um atleta de MMA tem vida curta (17 a 35 anos máximo) e Jiu-Jitsu (6 a 80 anos)



Com relação ao aprendizado dos alunos, o que diferencia “as lições dos Gracie” para as demais escolas? (não pergunto isso por melhor ou pior, mas o que DIFERENCIA)


Meu pai acreditava que o Jiu-Jitsu ajuda muito a pessoa que não tem vantagem física com isso a Defesa Pessoal do Jiu-Jitsu se tornou a mais eficiente do mundo.

Como o Grande Mestre Helio Gracie falava "Não existe aluno ruim existe professor ruim" acredito plenamente".

Alguma previsão de vinda ao Brasil ainda este ano? Novidades?

Acabei de voltar do Brasil a onde visitei algumas Academias, no momento não sei quando volto.Espero que seja em breve.

                                                                      Seminário no Clube Pinheiros - SP - abril 2013


Você gostaria de dizer algo mais?


Gostaria de agradecer sempre aos Mestres Hélio e Carlos Gracie (meu pai e meu tio) que melhoram e revolucionaram a maneira de lutar em todo o mundo.






Grande abraço,
Royler Gracie
Head Instructor/Director
Academia Gracie - Rio de Janeiro - Brazil

por Amanda Accioli
@amandicaindica     
@bemoreblog                                  

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Follow by Email

Be More no Facebook

No Instagram @bemoreblog

Contatos

contato@bemoreblog.com.br
Amanda Accioli
11- 996690432
Jacqueline Abon Ali
11-983431234

BLOG BE MORE

Copyright © 2014 - Todos os Direitos Reservados